segunda-feira, 10 de outubro de 2011

At 12 - A aparentemente sem-sentido-vontade-soberana-de-Deus

Atos 12 tem tantas lições para nós, que fica difícil fazer uma escolha aqui. Mas arriscarei. Neste capítulo Pedro é preso por Herodes, que havia mandado matar a Tiago, irmão de João. Como sua morte agradou aos cidadãos judeus, ele resolveu estender a perseguição e prender Pedro, peça principal daquela igreja. O verso 5 já nos dá um belo exemplo: enquanto o pastor era perseguido, a igreja orava continuamente.

Pedro fora preso injustamente. E Herodes tomou todos os cuidados para que sua prisão fosse mantida até a data oportuna, colocando guarda reforçada sobre ele. Ainda assim, sob a vigia de pelo menos quatro guardas,, um anjo entra na prisão e sem que eles percebam liberta Pedro. Resultado da oração daquela igreja e soberania da vontade de Deus, que não se prende às circunstâncias para cumprir seus planos.

Muitas vezes somos injustiçados, assim como Pedro. Mas aprendo com este texto que a vontade do Senhor não encontra limites e por isso podemos descansar nele, de fato. Mas um descanso meio louco... A mesma vontade do Senhor que não permitiu que Pedro ficasse na prisão, consentiu na morte de Tiago. Poderia-se questionar por que o Senhor não livrou Tiago da espada ao invés de tirar Pedro do cárcere.

Deus é soberano e sua vontade é perfeita. Minha opção pessoal por confiar em Deus pressupõe um pensamento específico: há coisas que eu somente saberei seu verdadeiro sentido na eternidade, com ele. Sua vontade soberana se prova tão boa ao longo da história e na minha própria vida, e é tão cheia de esperança para nós, que aquilo que aparentemente não faz sentido pode ficar em stand by. É como ver um jogador de futebol muito habilidoso fazendo algo que não entendemos e daí a pouco terminar em algo que não esperávamos.

O Senhor sabe o que faz. Certamente a vida de Tiago lhe era importante, não menos que a de Pedro. Mas seus planos são mais altos que os nossos e seus pensamentos da mesma forma. Se algo na nossa vida não faz sentido, mas o Senhor é soberano sobre nós, podemos confiar que ele tem a caneta na mão para escrever as surpreendentes linhas finais.

Nenhum comentário: