segunda-feira, 5 de setembro de 2011

O quê a oração nos garante, de fato?

Há poucas semanas vi alguém tuitando uma frase que atribuíram ao Pr. John Piper. Dizia que Jesus havia orado uma noite inteira e, logo depois disso, escolheu Judas como discípulo (!). Minha reação foi de espanto, pois Lucas 6.12-16 nos mostra que isso de fato aconteceu. Será que Jesus (Jesus!), mesmo tendo orado e buscado a Deus antes de fazer sua escolha, havia errado?

Sabemos que o Senhor não erra. Deus sempre acerta, pois conhece todas as variáveis possíveis de qualquer situação. Ele vê e sabe de todas as coisas, não há nada que lhe encoberto. Assim, e por causa de sua soberania e poder, nenhum de seus desejos se frustram - alguns terão um problema com a doutrina da soberania de Deus nesse ponto, mas vamos continuar!

Com este fato eu aprendo mais um bocado sobre o (real) poder da oração. Ao contrário do que algumas teologias pregam, orar não quer dizer garantia de que tudo correrá bem ou do jeito que esperamos/queremos. Jesus era alguém que orava muito. Fosse esse falso princípio verdadeiro, ele sequer teria sido perseguido ou teria passado por qualquer problema. Mas sabemos que sua realidade foi outra.

Orar nos garante o que Jesus obteve por esse meio: o Pai era com ele. E isso nos deve ser suficiente. Se Deus estiver conosco, podemos ser perseguidos, passar dificuldades, problemas, etc., que ainda assim estaremos seguros. Um pouco a frente no próprio Evangelho de Lucas, Jesus profere o sermão do monte, no qual anima os seus discípulos para quando passarem por dificuldades. Orar não nos isenta de lutas, mas garante a presença de Deus no meio delas.

Pode acontecer de buscarmos uma direção de Deus em oração para alguma situação e escolhermos um Judas entre os doze. E pode acontecer de o Senhor ter, assim como no caso de Jesus, um propósito nisso. A morte que acometeu a Jesus por causa da traição de Judas não frustrou seus planos, mas lhe garantiu seu cumprimento. O que não podemos deixar de fazer é orar. Assim, estaremos certos que ainda que haja em nosso meio algo/alguém capaz de nos fazer mal, o Senhor está conosco e tem o controle de tudo.

Nenhum comentário: