domingo, 11 de setembro de 2011

O que importa para Jesus


Percebo um padrão em três falas de Jesus nos capítulos 9 e 10 de Lucas. A primeira fala, em 9.57-62, diz que seguir a Jesus deve ser prioridade total na nossa vida. Um sujeito pede a Jesus para sepultar a seus pais e outro para ficar mais um tempo com sua família antes de segui-lo. Mas Jesus nega-lhes essas possibilidades, deixando claro que eles deveriam fazer escolhas radicais para segui-lo. Seguir a Cristo era mais importante que qualquer coisa.

Outra fala ocorre em 10.1-24, quando o Mestre recebe de volta os discípulos a quem havia enviado para pregar nas cidades aonde ele ainda havia de ir. Seus discípulos retornam alegres por terem percebido sua autoridade sobre os demônios. Jesus diz a eles que o fato de seu nome estar escrito no livro da vida é motivo de maior alegria do que isso. Estar com Jesus é mais importante do que as consequências de sua companhia. Andar com Cristo pode nos proporcionar bênçãos, testemunho de milagres e etc. Mas o fato de ele estar conosco deve mexer mais com nosso coração do que suas bênçãos ou sua obra.

E no final do capítulo 10, em 10.38-42, Jesus diz a Marta que a escolha de Maria havia atentado para o que realmente importava: estar com Jesus e ouvi-lo. Marta havia questionado a Jesus por que sua irmã, Maria, estava quieta ouvindo-o, enquanto ela preocupava-se com os detalhes da visita de Jesus. Devia estar servindo a mesa, lavando vasilhas, etc.. Jesus diz que estar com ele e ouvi-lo é até mais importante do que servi-lo.

Nossa comunhão com Deus é mais importante que qualquer coisa. Desenvolvemos essa comunhão fazendo o que Jesus recomendou aos que queriam segui-lo: priorizá-lo até acima dos mais queridos (Jesus não disse e nem eu digo para menosprezar ninguém; apenas para priorizá-lo). Também o fazemos com a consciência e sentimento de que ele é mais e maior do que tudo o que tem feito por nós e através de nós. Assim, disciplinamos nosso coração e não nos maravilharemos com nada que não seja o próprio Senhor.

Finalmente, priorizamos nossa comunhão com Cristo e a desenvolvemos fazendo como Maria: parando tudo para ouvir o Mestre. Isso é feito com oração, leitura bíblica e disciplina devocional. Estar com Jesus, simplesmente, parar para ouvi-lo, aprender dele, conhecer sua vontade e planos, desenvolver com o Mestre nosso relacionamento, amizade e intimidade. Isso importa de fato

E Jesus tanto preocupou-se com isso que deixou essas falas registradas para nosso ensino. O que nos cabe agora é parar tudo e dedicarmo-nos à comunhão com o Mestre. Para nos garantir isso, ele pagou um preço tão alto que qualquer coisa que nos custe ainda não atingirá a altura do seu sacrifício.

Nenhum comentário: