terça-feira, 23 de agosto de 2011

É impossível amar somente a Deus

Toda a carta de João está permeada pelo tema do amor a Deus e ao próximo. O capítulo 4 desenvolve mais intensivamente o tema, mas ele é presente em todo o texto.

João relaciona diretamente o amor a Deus com o amor ao próximo, dizendo que quem ama a Deus certamente ama ao próximo. Quem não é capaz de amar ao seu irmão, a quem vê, como amará a Deus, a quem não vê (4.20)?

O texto de Hebreus 12.14 diz que devemos buscar a paz com todos e a santificação. O texto de Romanos 12.18 diz que no que depender de nós, devemos ter paz com todos os homens. Entendemos que buscar a paz com todos não é somente ser simpatizante dela, mas almejá-la ativamente. E que o que depende de nós equivale a muita coisa. Se somos injustiçados, apanhamos, levamos prejuízo, etc., ainda depende de nós ter paz com aquele que nos prejudicou.

A qualidade da nossa vida cristã pode ser medida pelos nossos relacionamentos. Se somos capazes de amar e sermos amados pelos irmãos, estamos na luz. Se vivemos tendo dificuldade para desenvolver tal sentimento e de vê-lo demonstrado a nosso favor, precisamos rever algumas posturas.

Não é possível amar a Deus sem amar ao próximo. Ao contrário do individualismo dominante no nosso tempo, o Senhor nos impele a caminharmos juntos e em amor. E se fomos amados por ele, de fato e não só no nosso imaginário religioso, conseguiremos amar com o mesmo amor que recebemos.

"Ninguém jamais viu a Deus; mas se amarmos uns aos outros, Deus está em nós, e em nós é aperfeiçoado o seu amor."
I Jo 4.12

Um comentário:

Vanessa Pessanha disse...

Ei Pastor! De verdade essas palavras tem me abençoado muito. Muito obrigada pela amizade de vcs! Nessa