quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Dois estímulos a uma fé sincera

João escreve sua segunda carta à "senhora eleita". Entende-se ser mesmo uma senhora de idade, já com alguns filhos ( II Jo 4). Alguns consideraram a possibilidade de "senhora eleita" ser uma metáfora para a igreja, mas a falta de incidência deste termo tanto nos escritos joaninos como no restante do Novo Testamento deixa essa possibilidade enfraquecida.

O Apóstolo dá apenas duas orientações na sua curta carta: que o amor ao próximo fosse praticado (vs. 5-6) e contra falsos mestres e doutrinas (7-11). Ao falar da segunda, João nos mostra um raro tipo de pessoa: aquela de quem devemos nos afastar (10-11). A orientação é para que o indivíduo que "vai além da doutrina de Cristo" nãos seja recebido nem sequer cumprimentado pelos irmãos.

O Apóstolo Paulo deu uma orientação parecida referindo-se àqueles que dizem ser irmãos mas vivem na prática do pecado, em I Co 5.9-13. Diz para não nos associarmos a tal pessoa e termina a exposição orientando a igreja a "afastar esse iníquo" do meio deles.

Um grupo bem distinto esse que devemos evitar: os hipócritas e enganadores. Também por que é possível até confundi-los. Facilmente as atribuições de um são coincidentes com as do outro e ambos conduzem ao mesmo fim: deturpam a fé de quem está no caminho correto. Um por promover uma falsa prática e outro uma falsa doutrina.

As advertências de Paulo e João contra esses dois nos guiam à prática de uma fé sincera. Não somos orientados a nos afastar de pessoas do mundo, como o próprio texto de I Co citado acima deixa claro. Mas sim daqueles que querem "mundanizar" a sua fé. Não devemos nos afastar de quem está enganado por uma falsa doutrina, mas daqueles que, conhecendo a verdade, esforçam-se para deturpá-la.

A diferença entre o pecador e o hipócrita é que o primeiro pode reconhecer o seu erro e mudar o caminho, enquanto o segundo é impedido pelo seu orgulho. E entre o falso mestre e o que não compreende ou está enganado, é que o primeiro pensa possuir a razão, enquanto o segundo a busca.

Nenhum comentário: