segunda-feira, 28 de agosto de 2006

Super-heróis contemporâneos

Tenho gostado muito dos nossos super-heróis. Recentemente assisti homem-aranha, Hulk, os X-Men; ainda não assisti ao Super-Homem, mas o farei em breve.
O que mais me atrai nos heróis da nossa geração é que eles são mais humanos. Todos os que eu citei acima têm, em seus relatos, crises existenciais. O Logan, dos X-Men, não sabe seu passado e vive perturbado com isso, o Homem-Aranha tem um lado vingativo que luta contra seu lado bonzinho, o Hulk já dispensa comentários por ser uma crise verde ambulante, e até o "Super-Boy", de Smallvile, tem uma crise tremenda (merece até um agravo entre parênteses).
Agora, se aqueles que encantaram nossos pais com suas personalidades fortes e marcantes, com suas emoções inabaláveis e seu caráter íntegro, não conseguem hoje manter o mesmo referencial, o que será de nós? Já pensou se você precisar de um super-herói para te salvar e, na hora "H", ele estiver ocupado com o Super-Psicólogo?
Jesus não tem crise existencial. Ele é a própria vida. Já que nossos super-heróis modernos não resolvem seus próprios dilemas, confiemos em Deus. Ele sim, é O Super-Herói perfeito.

Um comentário:

Dani Nogueira disse...

Ei Nivton!
Quando precisamos de ajuda muitas vezes nem nossos super-heróis de verdade, como pais, amigos etc. podem ajudar. Só mesmo Jesus é o único super-mega-ultra-herói(rs)de verdade que nunca, nunca mesmo vai nos decepcionar.

"Se meu pai e minha mãe me abandonarem, então o Senhor me acolherá." -Sl 27:10

Um abração