segunda-feira, 31 de julho de 2006

Sr. Zenaíde

Outra pessoa marcante.
Neste último final de semana, fomos (eu e alguns amigos) ao sítio do Sr. Zenaíde. Um homem simples, inteligente, cristão, de inúmeras qualidades.
Dentre muitas coisas que conversamos, quero contar uma: perguntaram para o Zenaíde qual era o seu conceito de salvação. Eis sua resposta:
"Havia uma ilha na qual todos os seus habitantes viviam felizes, até que receberam a notícia de que a ilha seria inundada definitivamente pelo mar, e todos se perderiam. Foi um desespero geral; ninguém sabia o que fazer.
Chegou, então, outra notícia: de que viria um salvador e todos poderiam sobreviver. Os moradores da ilha se alegraram, pensando: 'ele deverá trazer vários barcos e nos tirar daqui!' ou 'trará um transatlântico, pois somos muitos'.
Até que o salvador chegou: um homem descalço, de bermuda, sem nenhum barco. O povo se desesperou: 'como vamos sair daqui? Você não trouxe nenhum barco? Como nos salvará?'. Ao que o homem respondeu: 'Ensinarei vocês a nadar!'".
Como disse Zenaíde, não é possível crer que a salvação vem de fora. Cristo a faz brotar de dentro de nós. É pessoal.

Vamos nadar?

3 comentários:

deciodaff disse...

pois ééé....... falar o q???

o nivton, só ele pra me acompanhar na "piscina" de águas naturais....
hahahha
teve bom....
valeu cara!
o zenaíde é o cara!

Thobila disse...

Huhuu...
Quando ouvi esta historia contada pelo proprio Zenaide,não teve como não gastar horas refletindo...


E mais do que refletir...
Temos que nadar...mesmo que a agua esteja fria e a gente esteja cansado....

Elaine disse...

Puxa vida....comentar o quê....não tenho palavras