segunda-feira, 31 de julho de 2006

Sr. Zenaíde

Outra pessoa marcante.
Neste último final de semana, fomos (eu e alguns amigos) ao sítio do Sr. Zenaíde. Um homem simples, inteligente, cristão, de inúmeras qualidades.
Dentre muitas coisas que conversamos, quero contar uma: perguntaram para o Zenaíde qual era o seu conceito de salvação. Eis sua resposta:
"Havia uma ilha na qual todos os seus habitantes viviam felizes, até que receberam a notícia de que a ilha seria inundada definitivamente pelo mar, e todos se perderiam. Foi um desespero geral; ninguém sabia o que fazer.
Chegou, então, outra notícia: de que viria um salvador e todos poderiam sobreviver. Os moradores da ilha se alegraram, pensando: 'ele deverá trazer vários barcos e nos tirar daqui!' ou 'trará um transatlântico, pois somos muitos'.
Até que o salvador chegou: um homem descalço, de bermuda, sem nenhum barco. O povo se desesperou: 'como vamos sair daqui? Você não trouxe nenhum barco? Como nos salvará?'. Ao que o homem respondeu: 'Ensinarei vocês a nadar!'".
Como disse Zenaíde, não é possível crer que a salvação vem de fora. Cristo a faz brotar de dentro de nós. É pessoal.

Vamos nadar?

Dona Perolina

Dona Perolina é tia da Fabiane, da Flaviane e da Fernanda, três amigas maravilhosas.
Em um culto doméstico na casa de suas sobrinhas, D. Perolina perguntou-me sobre a posição da igreja evangélica em relação à salvação, pois aluguns alunos (evangélicos) da escola que ela dirige a "assombravam" dizendo que se ela não fosse para a igreja, ela não seria salva.
D. Perolina é uma senhora simpática, de coração bom, que disse sempre ler a Bíblia e querer praticar os mandamentos, além de ser uma pessoa cheia de amor.
Uma pessoa assim, que quer ter Cristo como o centro de sua vida, não seria salva por não frequentar uma igreja "evangélica"?
Quantas pessoas andam "assombradas" como a D. Perolina por causa da ignorância de nós, evangélicos, sobre a individualidade da salvação. Achamos ter posse deste dom de Deus que é universal. Não cabe a nós julgar a salvação de ninguém, a não ser a nossa. Salvação é como carteira de motorista: pessoal e intransferível.
Que Deus abençoe a D. Perolina, que ela tenha uma vida guiada por Jesus.

terça-feira, 25 de julho de 2006

Por que criar um blog?

"Não se cale!" - foi o que eu ouvi do meu amigo Davi (do blog Xeque Mate Gelado) quando lhe disse que estava fazendo um blog. "Não se cale, Nivton! Não se cale!". Imediatamente, lembrei-me do nosso pastor da mocidade, Pr. Lucinho, chamando o Davi no culto: "Ô Revolucionário! Venha aqui!".
Os dois, afinal, têm razão. O Davi, por ver o blog como um meio de expressão, e o Pr. Lucinho por ver neste camarada gente boa um espírito de revolução.
Por isso, inspirado neste revolucionário, criei meu blog. "Não se cale, Nivton! Não se cale!".
Serve para mim e para você.

sexta-feira, 21 de julho de 2006

No princípio...


Está nascendo meu blog: o Mural de pensamentos. Neste espaço quero dividir com vocês, amigos, visitantes e afins, um pouco sobre vida e apologética cristã, filosofia, arte, dentre outras coisas.
Como disse, o blog está nascendo. Ajude-me a nutri-lo com novas e interessantes idéias.Grande abraço!